EnglishFrenchItalianPortugueseSpanish
EnglishFrenchItalianPortugueseSpanish

Yawanawa

O povo da queixada. O povo que não se separa.

QUEM SOMOS

lasix columbus ohio Desde os tempos imemoriais, nós, Yawanawás ocupamos as cabeceiras do Rio Gregório, afluente do Rio Juruá, município de Tarauacá, no estado do Acre – Amazônia Ocidental. Somos do tronco linguístico Pano.

http://maientertainmentlaw.com/?search=merck-propecia-finasteride-generic-1-mg Nossa população hoje é de aproximadamente 1000 pessoas, morando em sete aldeias. Fomos muito numerosos no passado. No entanto, muitos foram dizimados pelos impactos trazidos pela colonização.

buy viagra canada fast shipping no pharmacy Os primeiros contatos dos Yawanawás com os não indígenas foram com os seringalistas, por volta do início do século XX, quando estes vieram explorar a borracha na Amazônia.

http://cinziamazzamakeup.com/?x=vardenafil-originale-20-mg-dosaggio Durante um longo período, mais de três décadas, os Yawanawás foram forçados a conviver com todo tipo de abuso dos seringalistas e mais tarde dos missionários, da Missão Novas Tribos do Brasil, os quais tinham o propósito de “evangelizar” os indígenas.

viagra generico pagamento online a Parma Pelos patrões seringalistas fomos escravizados, tendo que realizar todo tipo de serviço que o sistema seringalista exigia.

get link Pelos missionários fomos submetidos à pratica da religião cristã que considerava as práticas espirituais dos índios manifestações do diabo.

http://maientertainmentlaw.com/?search=buying-steriods-accutane Durante um longo período nós sofremos muitas influências de outros universos culturais, bem como, dispersão das famílias, com casamentos interétnicos, entre índios e brancos e muitas famílias vivendo fora da aldeia.

comprare viagra generico 50 mg a Venezia A partir de 1984, após anos de escravidão e muitas lutas, reconquistamos parte de nossos territórios e a demarcação da terra, com apoio da Fundação Nacional do Índio – FUNAI. Foi a partir daí que reconquistamos nossos direitos como Povo, retirando os missionários de nossas Terras e dando início a revitalização de nossa cultura, de nossa língua, guardada na memória de nossos parentes mais velhos.

http://cinziamazzamakeup.com/?x=siti-sicuri-per-comprare-viagra-generico-25-mg-pagamento-online-a-Napoli Outra conquista importante foi o direito a educação escolar diferenciada, com formação também diferenciada de professores Yawanawás. Essa conquista nos incentivou a revitalizar nossos conhecimentos tradicionais e manter viva a memória ancestral do povo Yawanawá. Os Pajés ou líderes espirituais também se empenharam na missão de ensinar aos jovens da aldeia a educação tradicional Yawanawá.

get link Durante um longo período nós sofremos muitas influências de outros universos culturais, bem como, dispersão das famílias, com casamentos interétnicos, entre índios e brancos e muitas famílias vivendo fora da aldeia.

go here A partir de 1984, após anos de escravidão e muitas lutas, reconquistamos parte de nossos territórios e a demarcação da terra, com apoio da Fundação Nacional do Índio – FUNAI. Foi a partir daí que reconquistamos nossos direitos como Povo, retirando os missionários de nossas Terras e dando início a revitalização de nossa cultura, de nossa língua, guardada na memória de nossos parentes mais velhos.

http://buy-generic-clomid.com/clomid_and_ovulation.html Outra conquista importante foi o direito a educação escolar diferenciada, com formação também diferenciada de professores Yawanawás. Essa conquista nos incentivou a revitalizar nossos conhecimentos tradicionais e manter viva a memória ancestral do povo Yawanawá. Os Pajés ou líderes espirituais também se empenharam na missão de ensinar aos jovens da aldeia a educação tradicional Yawanawá.

Atualmente nossas famílias estão distribuídas nas comunidades Nova Esperança, Mutum, Escondido, Tibúrcio, Amparo, Matrinchã, Sete Estrelas e Yawaraní, vivenciando um novo processo de organização social, embora mantendo aspectos que consideramos importantes da nossa organização tradicional.

Nossa organização tradicional tem como missão manter o Povo Yawanawá unido, em harmonia, forte cultural e espiritual; manter a ordem e o respeito entre as famílias e ter muita fartura de alimentos para toda a comunidade.

Em 2003 fundamos a Cooperativa Yawanawá – COOPYAWA, administrada atualmente por sua diretoria e pelo cacique NixiWaka (Biraci Brasil).

Através dessa organização viabilizamos nossos projetos econômicos e culturais. Um deles, o nosso projeto de Etno-Turismo.

O Festival Yawa é uma de nossas atividades dentro desse projeto de Etno-Turismo dos Yawanawa.

FOTOS

LOCALIZAÇÃO

Aldeia Nova Esperança, Tarauacá, Acre, Brasil